Skip links

A importância do LinkedIn como ferramenta de recolocação profissional

Seja para quem procura uma vaga, seja para quem deseja o candidato certo, a rede social pode ajudar no contato inicial de uma boa parceria de trabalho

Quando o assunto são as redes sociais, tem para todos os gostos e objetivos. E para a sua carreira profissional não é diferente. O LinkedIn é a maior rede profissional, com mais de 740 milhões de membros em todo o mundo. E a rede não serve apenas para publicar as suas conquistas no trabalho, ela é importante ferramenta para recrutadores fisgarem bons profissionais para as vagas em diversos níveis dentro de organizações ao redor do mundo.

Aqui na FESA Group, por exemplo, um dos nossos principais serviços é o recrutamento de executivos e profissionais de média gerência para as mais diversas empresas do Brasil e nossos consultores utilizam o LinkedIn como uma das ferramentas na busca de talentos.

“Também usamos a rede no processo de mapeamento dos possíveis candidatos, pois é uma rede social que tem muitos usuários. Ela nos dá um norte sobre quais são as pessoas que estão no mercado e nos ajuda a refinar o processo e, muitas vezes, a agilizar essa etapa”, conta a sócia gerente da FESA Group, Thayanie Ujino.


Mas qual é o diferencial?

Você tem acesso a vagas de diferentes níveis, do analista ao gerente, em empresas de diversos portes e lugares do mundo. “A amplitude que a rede social profissional dá é um fator importante para quem busca essa diversidade de oportunidade”, lembra Thayanie.

Então, vamos listar algumas dicas dada pela nossa especialista para que você possa aproveitar as potencialidades do LinkedIn.

Perfil completo

Preencha todos os campos de informações do perfil. Escolha as experiências mais relevantes e fale sobre os projetos que você desenvolveu. Aqui você vai valorizar o seu currículo com portfólios, hotsites, entrevistas e mais trabalhos desenvolvidos que possam ser expostos. “Quanto mais completo e acessível melhor. Por exemplo, tem perfil que só aceita adicionar uma conexão se tiver um contato em comum, isso é um degrau a mais para alcançar essa pessoa”.

A empresa pratica os valores que prega?

“Quando encontramos um bom candidato, a gente orienta procurar informações nos sites das instituições, na página do LinkedIn e até nas plataformas de avaliação das empresas para verificar como ela é, identificar as pessoas que trabalham lá, qual histórico, a cultura da empresa. Se o que dizem ser os valores e o propósito estão coerentes com a realidade”, indica Thayanie.

Conteúdo é fundamental

É importante estar no LinkedIn com um planejamento e proposta de conteúdo interessante, não só uma frequência estabelecida, mas com um conteúdo relevante. “Os seus posts se propõem estar conectados com o seu público interno e com o mercado em que atua?”, questiona a especialista.

Dica bônus: Executivos podem tirar proveito dessa exposição

Um CEO ativo no LinkedIn ajuda a engajar as pessoas e ainda a consolidar sua marca. Porém, no Brasil, essa participação ainda é tímida. Um estudo que englobou as 100 maiores empresas brasileiras mostra que 23,1% dos CEOs têm presença robusta na rede, 19,4% tem presença intermediária, 18,5% têm atuação tímida, 17,6% têm perfil, mas não produzem conteúdo e 21,3% não têm presença no LinkedIn. “O LinkedIn é uma plataforma de exposição da marca onde você poderá reforçar o seu employer branding”, reforça a especialista da FESA.

Que tal aproveitar essas dicas para atualizar e destacar o seu perfil na rede?

Entre em contato conosco e saiba como podemos ajudar a conectar a estratégia de gente com a do seu negócio!





    Conheça nossas marcas: