Skip links

A importância do aprimoramento do portfólio de serviços e/ou produtos de uma empresa

O mundo está em constante transformação.  As mudanças de comportamento social, dos hábitos de consumo e das necessidades de pessoas físicas e organizações se aceleraram como nunca por conta da pandemia de Covid-19. A competitividade dos mercados ficou ainda mais acirrada e a necessidade de oferecer produtos e serviços com mais qualidade, acessíveis nos mais diversos canais e a preços diferenciados tornou-se indispensável para a sobrevivência das empresas. Neste cenário, o aprimoramento constante do portfólio, de forma a gerar para o cliente/consumidor um maior valor agregado constitui-se em uma prioridade estratégica das companhias.

“Inovação é uma palavra-chave nesses novos tempos. As organizações que se prepararem para o desenvolvimento de projetos inovadores de novos produtos e serviços, ou para a melhoria das ofertas já existentes em seu portfólio são as que encontrarão de fato possibilidade de crescimento no mercado em que atuam, fidelizando o consumidor atual e conquistando novos clientes”, explica Cesar Sorrentino, Associate Director & Partner da FESA XFour, braço de soluções em tecnologia de RH da FESA Group.

Há dois caminhos para o aprimoramento do portfólio de ofertas de uma empresa.  Ambos partem da busca pela inovação. A inovação incremental é a transformação de um produto ou serviço já existente no mercado, oferecido ou não pela companhia, como forma a atender uma nova demanda do cliente. Já a inovação estrutural ou radical implica no desenvolvimento de novas tecnologias, novas funções ou um jeito novo de fazer alguma coisa, algo que surpreenda e seja capaz de, por si só, provocar uma mudança de hábito ou atitude do consumidor.

Seja com o desenvolvimento de novos produtos e serviços ou a melhoria dos já existentes, a atualização do portfólio das empresas, exige sempre e, ao mesmo tempo, um grau de ousadia e responsabilidade, além de capacidade de gerenciamento de todas as etapas, desde a criação até a comercialização, com a chegada ao consumidor final. Há, neste sentido, alguns requisitos que são indispensáveis para que se amenize a insegurança natural destes processos, se reduza os riscos de fracasso e obtenha-se os resultados esperados para a melhoria de desempenho da companhia.

Fatores importantes para atualização do portfólio

Em primeiro lugar, é preciso ter sensibilidade, perceber as oportunidades que o momento e o mercado oferecem. Ideias que levam à atualização do portfólio, com novos produtos ou a atualização dos atuais, veem da área de produção, do comercial, do marketing ou mesmo dos clientes. Uma pesquisa de mercado é um instrumento interessante, mas nem sempre acessível. E o diálogo permanente entre o vendedor/prestador de serviço e o consumidor/cliente é um termómetro capaz de apontar direções com relativa margem de segurança.

É preciso ter velocidade, ser ágil, inovando antes que o concorrente o faça. As oportunidades, as tendências de mercado estão aí, em um mundo definitivamente globalizado podem ser percebidas por todos. Não basta, portanto, ter grandes ideias, é preciso executá-las com rapidez, competência e eficiência.

Ao mesmo tempo, os novos produtos e serviços que vão atualizar o portfólio precisam necessariamente estar alinhados com a macroestratégia das organizações, adaptados às condições de produção, logística e comercialização existentes ou planejadas para suportá-los. Os riscos e incertezas que são inerentes à inovação exigem que se estabeleça processos formais de tramitação desses projetos nas companhias de forma a assegurar resultados que de fato melhorem seu desempenho financeiro, sua presença de mercado e até a percepção da marca pelo consumidor.

Ou seja: o sucesso do aprimoramento do portfólio das empresas depende diretamente de sua capacidade de gerenciar o processo. E isso deve incluir revisões constantes não apenas do portfólio existente como das práticas de desenvolvimento de novos produtos e serviços de forma a identificar os projetos mais adequados à estratégia, definindo prioridades e alocando de forma adequada os recursos financeiros e de pessoal, evitando-se desperdícios.

Como atualizar o portfólio das empresas

O que é certo é que com a competitividade crescente dos mercados, não há espaço para a inércia. A rapidez da evolução tecnológica, a mudança dos hábitos de consumo e a democratização do acesso do consumidor a todo tipo de informação faz com que os cenários se transformem de forma acelerada. Empresas líderes que hoje têm sucesso, amanhã podem se apequenar, ser superadas pelos concorrentes diretos ou por novos players do mercado se não atualizarem seu portfólio ou fracassarem nos processos de inovação.

Essa cultura da inovação, fundamental para a busca do aprimoramento constante do portfólio das empresas, é um desafio que precisa envolver toda a companhia. Por vezes, decisões necessárias para o lançamento de um novo produto ou serviço, ou mesmo para a atualização dos que já são ofertados, causam fortes impactos que podem afetar processos e, mais do que isso, os próprios indivíduos. É comum, assim, que surjam conflitos de interesse entre diversos setores envolvidos no desenvolvimento do novos produtos e serviços, que novas habilidades, nem sempre adequadas ao perfil do quadro atual de colaboradores, sejam exigidas na implementação de novos projetos,

Neste momento, a atuação da área de Recursos Humanos, junto aos demais setores da companhia, torna-se de vital importância, demonstrando com transparência os critérios adotados na seleção e desenvolvimento de novos produtos e serviços. É isso capaz de manter a harmonia e o sentimento de pertencer à organização, evitando insegurança e desmotivação que podem comprometer não apenas o clima interno, mas principalmente os objetivos da organização.[/vc_column_text]

Quer saber mais sobre como a FESA Group pode ajudar a sua empresa? Entre em contato conosco:





Conheça as nossas marcas:

[/vc_column][/vc_row]

Leave a comment