Skip links

Executive Search: tudo que você precisa saber

Dos tipos de processos de recrutamento e seleção, o Executive Search é, de longe, um dos mais complexos. Afinal, contratar colaboradores para posições de alta gestão que possuam os skills necessários e fit cultural com a empresa, é um desafio e tanto. 

A conexão entre os melhores talentos e empresas que buscam líderes diferenciados não é fácil e, tampouco, acontece da noite para o dia. É preciso um trabalho minucioso, realizado por profissionais especializados que conseguem acessar e atrair esses talentos.

Neste post, você entenderá o que é e como funciona o Executive Search, bem como a atuação de headhunters na busca pelo talento ideal. Continue lendo e veja como executar o processo e os benefícios de contar com a ajuda especializada! 

O que é Executive Search?

Executive Search, ou recrutamento executivo, é um processo voltado para o preenchimento de vagas da alta gerência, como executivos e C-Levels. O objetivo é alinhar o perfil da posição demandada para que, por meio de um serviço de recrutamento especializado, seja encontrado o profissional ideal para ocupar cargos estratégicos nas empresas. 

A principal missão do Executive Search é ir em busca do talento certo, com habilidades e competências gerenciais importantes. Um perfil de liderança, proativo, com capacidade e segurança para tomada de decisões rápidas e estratégicas

Os profissionais com as características desejadas no processo de Executive Search ocupam cargos de nível elevado, com responsabilidades que abrangem todos os setores da empresa e decisões de impacto global. 

Eles pertencem ao seleto grupo de líderes C-Levels, divididos em cargos e funções, como: 

  • CEO – Chief Executive Officer
  • CFO – Chief Financial Officer
  • COO – Chief Operating Officer
  • CHRO – Chief Human Resources Officer
  • CIO – Chief Information Officer
  • CMO – Chief Marketing Officer
  • CTO – Chief Technology Officer

Como o Executive Search funciona?

De modo geral, o processo de recrutamento executivo é semelhante ao modo tradicional de recrutar talentos, ou seja, passa pelas etapas de definição do perfil, descrição do cargo e atividades, divulgação da vaga (ou não, se a empresa optar por um processo sigiloso). 

Em muitos casos de Executive Search, o perfil almejado já está colocado no mercado de trabalho e, por isso, a abordagem demanda um pouco mais de cuidado. É preciso respeitar seu vínculo com a empresa atual, inclusive, ajustando os horários de testes e entrevistas, para que ele possa participar sem interferir na rotina de trabalho. 

Se a opção for divulgar a vaga, a empresa pode recorrer a alguns métodos, como a contratação de um headhunter que possui acesso a um banco de talentos mais amplo,  ou em redes profissionais como o LinkedIn

Dentre as alternativas, o trabalho de um especialista trará resultados mais rápidos e eficientes. Com toda expertise de caça talentos, o headhunter sabe exatamente onde e como realizar as buscas por profissionais com perfil executivo.

Qual o papel do headhunter no processo do recrutamento executivo?

O headhunter é um recrutador diferente daqueles que atuam no RH das empresas e fazem processos variados para suprir a necessidade de profissionais. 

Trata-se de um profissional especializado em buscar talentos para cargos de posição elevada, como diretores, gerentes, coordenadores, supervisores e até mesmo analistas seniores, dependendo das funções e atividades em seu grau de responsabilidades. 

Com uma rede de contatos vasta, o headhunter consegue acesso mais fácil a profissionais do mercado. Como as contratações para posições de alta performance são mais específicas, esse profissional é fundamental para um processo de Executive Search bem-sucedido. 

O trabalho de hunting é perspicaz, apurado e detalhista, com total entendimento do perfil ideal desejado para a vaga. A descrição das particularidades é, inclusive, essencial para desenhar o perfil de acordo com as expectativas da empresa, a fim de garantir a contratação do profissional certo para a vaga certa. 

Quem escolhe atuar como headhunter sabe que precisa ter um olhar mais aguçado e observador, aprofundando-se tanto nas descrições quanto nas análises de perfil enquanto estiver buscando os profissionais para fazer a abordagem. 

É uma atividade que leva tempo, sobretudo, para identificar os profissionais e chegar até o perfil ideal oferecendo uma oportunidade, já que muitos são consolidados em suas carreiras — ou seja, para cogitar a mudança de emprego, deve ser uma oportunidade que ultrapasse o que se tem hoje. 

O desafio do headhunter é apresentar os detalhes da vaga, chamar a atenção para os benefícios e despertar o interesse do talento prospectado. A partir do match na primeira conversa se iniciam as etapas de avaliação das duas partes, até que o processo seja concluído, preferencialmente, com êxito.

Como fazer o Executive Search?

Na teoria, o processo tem uma estrutura bastante parecida com os modelos tradicionais de recrutamento e seleção profissional. Já, na prática, estamos falando da busca de profissionais com perfis diferenciados, o que demanda atenção especial e mais dedicação para encontrar o talento certo. 

Veja o passo a passo para executar um processo de recrutamento e seleção para posições de alta gestão com eficiência!

Defina o perfil da vaga

A criação do perfil executivo é primordial para avançar nas próximas etapas dentro do processo de recrutamento. O detalhamento é importante para que as pessoas envolvidas visualizem o tipo de profissional desejado para ocupar a vaga e abraçar as responsabilidades do cargo. 

Entre hard skills e soft skills, o talento terá que apresentar características que fazem dele uma figura de gestão confiável, que demonstre autoridade sem autoritarismo. Algumas habilidades emocionais sobrepõem, inclusive, as técnicas, já que estão intrinsecamente ligadas à conduta e condução das atividades por parte do executivo. 

A capacidade de lidar e gerenciar conflitos, tomar decisões rápidas, adaptar-se às mudanças e controlar as emoções em momento de tensão, são alguns dos skills que todo líder deve ter. Além da formação, experiência e conhecimento técnico, o gestor de alta performance deve possuir valores alinhados com a cultura da empresa.

Alinhe o job description

Seguido à definição do perfil está a descrição do cargo e atividades que serão desempenhadas pelo novo executivo, conhecida como job description. Considerando a expertise profissional, bem como as qualificações técnicas e comportamentais de nível gerencial, as funções, atividades e responsabilidades devem estar à altura desse talento. 

O alinhamento é necessário para direcionar todo o processo de recrutamento e seleção, tanto para o recrutador responsável quanto para o profissional prospectado. Sabemos que, na atualidade, os profissionais buscam mais do que um salário atrativo, mas um maior equilíbrio entre a vida pessoal e profissional. 

É por meio das atividades e responsabilidades descritas que o talento avaliará se vale a pena trocar de empresa, considerando os prós e contras de sua experiência profissional. É importante pensar nos objetivos da empresa, porém, não deixar de lado as necessidades do candidato.

Escolha como fazer o recrutamento executivo

Traçar a estratégia de Executive Search permite a escolha de recursos e ferramentas certas de acordo com as necessidades de atração e recrutamento. Defina, por exemplo, entre searching (divulgação da vaga em diferentes canais e veículos) e hunting (contratação de um especialista ou consultoria para conduzir o processo de maneira reservada).

O tipo de processo desencadeia outras etapas, como definir a abordagem, quais avaliações e testes serão aplicados, além do prazo desde a abertura até a contratação do talento.

Use ferramentas tecnológicas

A tecnologia tem sido uma grande aliada do RH estratégico, que atua bem próximo dos gestores e precisa ter informações disponíveis e tempo recorde. O uso de soluções baseadas em Data Science, People Analytics e Inteligência Artificial, por exemplo, permite a coleta, tratamento e cruzamento de dados em maior volume para análises concretas, aprofundadas e mais assertivas.

Assessments

O uso de assessments auxilia no mapeamento de competências. Como eles, é possível avaliar as características principais de um profissional, fazer as análises necessárias e encontrar aspectos complementares entre a busca da empresa e as habilidades que o talento de alta gestão deve ter para exercer a função com segurança e competência.

People Analytics

Esse é mais um recurso de RH que fornece diferentes dados sobre as pessoas e possibilita o mapeamento de perfil do profissional que a empresa deseja ter em seu quadro executivo. O People Analytics, por meio dos dados, consegue identificar os pontos fortes e fracos dos candidatos, além do potencial de cada um dentro do cargo, exercendo sua função e atividades. 

Assim, na dúvida entre um perfil e outro, essa ferramenta permite analisar como o profissional tende a lidar conforme a situação e quais as projeções de contribuição à frente das decisões. Dessa forma, a contratação possui embasamento preditivo, trazendo mais segurança para a decisão.

Qual a importância e benefícios de contar com uma consultoria?

Ao recorrer a especialistas para realizar um processo de Executive Search, a empresa terá uma série de vantagens, que fazem total diferença para os resultados do negócio. Confira o que se tem a ganhar quando o recrutamento e seleção é feito com o auxílio de uma consultoria de executive search.

Economia de tempo

Se tempo é dinheiro, contratar o profissional ideal para gerenciar toda ou parte das operações da empresa é prioridade. Logo, terceirizar o processo permite um recrutamento mais ágil, já que o headhunter será dedicado à contratação, ao passo que um time interno de RH precisaria se desdobrar para dar conta, também, das demandas de rotina da empresa.

Recorrer a uma consultoria especializada em Executive Search pode reduzir o tempo de busca e contratação, mantendo a qualidade em todas as etapas do processo de recrutamento e seleção. 

Vale lembrar que a contratação de um profissional de alta performance envolve todo o escopo da vaga, seguido da estruturação do processo, triagem de perfis, contato com os candidatos, início das avaliações, aplicação dos testes e entrevistas finais — uma demanda que, diante de qualquer interferência, incorre em atrasos significativos.

Segurança no processo

O profissionalismo e experiência de uma equipe especializada deságua em um processo linear, imparcial e seguro para a empresa e para o profissional prospectado. Das análises de perfil, busca por profissionais com habilidades e competências compatíveis até a contratação efetiva, o trabalho de uma consultoria obedece a um planejamento bem estruturado que não deixa margem para erros ou retrabalho.

Acesso aos melhores talentos

Com acesso a um banco de talentos amplo e diversificado, uma consultoria consegue identificar e mapear perfis que nem sempre os profissionais internos de RH conseguem. Isso porque o trabalho desses especialistas é fazer um trabalho contínuo de observação e garimpagem, formando um banco de dados próprio, à espera de uma oportunidade. 

Pode ser que, ao contratar os serviços de uma consultoria e salientar o desejo de contratação de um executivo, a empresa contratada já tenha em mãos uma série de possibilidades e recomendações de perfis ideais para suprir as necessidades em tempo recorde.

Aplicação das boas práticas de gestão do processo

O Executive Search, como todo processo de recrutamento e seleção, requer planejamento e uma boa gestão das etapas de contratação para assegurar bons resultados. A equipe de consultores conhece e aplica as boas práticas em toda a jornada de recrutamento e seleção para que seu cliente tenha entre seus gestores o perfil mais alinhado com as competências necessárias para o cargo, além do melhor fit cultural.

Acostumados a acompanhar as novidades e tendências do mercado, os especialistas de uma consultoria são preparados e capacitados para atender todos os tipos de empresas, de tamanhos, segmentos e necessidades variadas, usando estratégias, recursos e ferramentas personalizadas.

Foco nas necessidades da empresa e candidato

O olhar imparcial de um recrutador atuando de fora, consegue mapear e enxergar as necessidades tanto da empresa quanto dos candidatos e alinhar esses interesses. Esse é um diferencial importante, já que permite um foco paralelo, com trabalho de consultoria para orientar as duas partes e assim, promover aquele match perfeito.

Possibilidade de acompanhamento pós-contratação

O acompanhamento posterior à contratação é estrategicamente válido para a empresa e para a consultoria. Acompanhar o período de onboarding para entender a adequação do candidato na empresa por um tempo pré-determinado e saber se a adaptação está ocorrendo bem confere maior segurança no processo, garantindo que todas as partes envolvidas sejam impactadas positivamente.

O Executive Search, embora seja específico para posições de altos executivos, abre um leque de possibilidades em relação à realização de processos de recrutamento e seleção mais assertivos, rápidos, seguros e, sobretudo, eficientes. 

Gostou do post? Então, aproveite para acompanhar o blog da FESA Group e conhecer mais sobre os processos de Executive Search!

Leave a comment